O Futuro do sector madeireiro em discussão em Cantanhede

A AIMMP tem marcado para o próximo dia 14 de Outubro um debate sobre a sustentabilidade do sector madeireiro, devido à falta crescente de matérias primas, como a madeira de Pinho. Um problema que se tem vindo a agravar ao longo dos anos. O debate irá acontecer em Cantanhede, distrito de Coimbra, e quem estiver interessado pode preencher o inquérito de inscrição disponível na página do evento.

No contexto da ameaça ao Abastecimento da Madeira de Pinho nas Indústrias de 1ª transformação de Madeira, a AIMMP tem vindo a receber de todo o país manifestações de dificuldades crescentes no abastecimento regular de madeira, em quantidade e qualidade. Este não é um problema novo, mas que tem vindo a agudizar-se de forma insustentável nos últimos meses.

Segundo a AIMMP é urgente criar soluções para este problema, nomeadamente encontrando alternativas de abastecimento como a importação em grupo, ou outro tipo de soluções.

Bem como é inequívoca a necessidade de fomentar, de uma vez por todas, o desenvolvimento de uma floresta sustentável que contemple as necessidades de madeira de pinho para a sobrevivência e desenvolvimento da nossa indústria, a médio e longo prazo.

Neste contexto, a AIMMP veio convocar um Debate Nacional de Empresários do Setor da Madeira e Mobiliário, em particular das indústrias da 1ª Transformação para debater e procurar soluções concretas que evitem o estrangulamento do setor.

O encontro, inicialmente previsto para 3 de setembro, realiza-se no próximo dia 14 de Outubro, no BioCant Park (Parque Tecnológico de Cantanhede 3360-197 Cantanhede) entre as 14h00 e as 17h30. Após a reunião será servido um Porto de Honra.

Pode-se inscrever o no evento aqui


O Futuro do sector madeireiro em discussão em Cantanhede